sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Advogado de doleiro desconhece depoimento publicado por “Veja”

Ao tomar conhecimento de capa antecipada da semanal da Editora Abril, Antonio Figueiredo Basto disse nunca ter ouvido nada a respeito
Nem advogado de Youssef acredita na Veja
O expediente é previsível e manjado: às vésperas da eleição, a revista “Veja”, da Editora Abril, lança uma edição com alguma denúncia “bombástica” contra candidaturas do Partido dos Trabalhadores. Em 2002 e 2006, contra Luiz Inácio Lula da Silva; em 2010 e, agora, em 2014, contra Dilma Rousseff.
Até aí, nenhuma novidade.
Ocorre que, na incursão mais recente, “Veja” decidiu encomendar uma matéria de vida útil curtíssima: o doleiro Alberto Youssef, preso na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, teria dito a um ainda misterioso delegado que Lula e Dilma participavam de esquemas de corrupção da Petrobras.
Imediatamente após a divulgação da capa, a revista foi desmentida por ninguém menos que o advogado do doleiro, Antonio Figueiredo Basto.
O advogado de Youssef confirmou que o doleiro prestou depoimento à Polícia Federal de Curitiba na última terça-feira, mas disse não ter conhecimento da informação citada pela revista.
“Eu nunca ouvi nada que confirmasse isso (que Lula e Dilma sabiam do esquema de corrupção na Petrobras). Não conheço esse depoimento, não conheço o teor dele. Estou surpreso”, afirmou Basto ao jornal “O Globo”.
Youssef prestou muitos depoimentos no mesmo dia, sempre acompanhado de advogados da equipe de Basto, mas ninguém ouviu uma só palavra daquilo publicado pela “Veja”.
“Conversei com todos da minha equipe e nenhum fala isso. Estamos perplexos e desconhecemos o que está acontecendo. É preciso ter cuidado porque está havendo muita especulação”, alertou o advogado.
Ainda de acordo com “O Globo”, o depoimento citado pela revista não tem relação com aqueles outros prestados à 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba, divulgado anteriormente.
Da Redação da Agência PT de Notícias

Ônibus é assaltado no interior maranhense

Por Marcial Lima

Moradores de Santa Inês,   estão preocupados com assaltos que vem acontecendo em rodovias estaduais e federais da região.  Em ação criminosa recente, os bandidos provocaram pânico   na BR-222, o alvo foi o  ônibus da Empresa Boa Esperança linha Belém São Luis, mais de 50 pessoas foram vítimas.


Os passageiros foram violentados, constrangidos e humilhados por quatro bandidos fortemente armados com pistola, metralhadora e revólver calibre 38. 

Os assaltantes, após rasparem tudo desceram em um Povoado próximo de Santa Luzia. Algumas pessoas que moram na capital maranhense, registraram ocorrência na Delegacia da Vila Embratel.

Até agora nenhuma pista dos quatro assaltantes. Não foi o primeiro assalto na região, outros já aconteceram e pode ser a mesma quadrilha  que vem agindo  nesta  região do Maranhão.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Dilma tem 54%, e Aécio, 46% dos votos válidos, diz pesquisa Ibope

Levantamento com 3.010 eleitores foi feito entre os dias 20 e 22 de outubro.

Margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.


Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (23) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República:
- Dilma Rousseff (PT): 54%
- Aécio Neves (PSDB): 46%
Ibope - 23.10 (Foto: Arte/G1)
Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.
A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo".
No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 15, Aécio tinha 51% e Dilma, 49%.
Votos totais
Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:
- Dilma Rousseff (PT): 49%
- Aécio Neves (PSDB): 41%
- Branco/nulo: 7%
- Não sabe/não respondeu: 3%
O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios entre os dias 20 e 22 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01168/2014.
  
Rejeição
O Ibope perguntou, independentemente da intenção de voto, em qual candidato o eleitor não votaria de jeito nenhum. Veja os números:
Aécio - 42%
Dilma - 36%
Expectativa de vitória
O Ibope também perguntou aos entrevistados quem eles acham que será o próximo presidente da República, independentemente da intenção de voto. Para 51%, Dilma sairá vitoriosa; 38% acreditam que Aécio ganhará; 10% não sabem ou não responderam.

Zé Carlos propõe criação do Fundo de Desenvolvimento da Agricultura Familiar


 
Tramita na Assembleia Legislativa, um Projeto de Emenda à Constituição do Estado Maranhão (PEC), de autoria do deputado estadual Zé Carlos do PT, que tem por objetivo criar o Fundo Especial de Desenvolvimento da Agricultura Familiar (FUNEDAF) no Maranhão. A PEC visa proporcionar recursos financeiros para o apoio às atividades de agricultura familiar no território maranhense.
A PEC prevê que 0,10% da receita corrente liquida do Estado seja investido diretamente nas comunidades rurais e de financiamento aos produtores rurais enquadrados nessa categoria.
Para o deputado Zé Carlos autor da preposição, a aprovação desta PEC é de suma importância para as famílias residem no campo e produzem alimentos para abastecer a cidade.
“A questão mais importante é que a maior parte dos alimentos consumidos hoje no estado é produzido pela agricultura familiar. Essas famílias enfrentam todo tipo de dificuldade quando ocorre algum problema climático ou de mercado, e essas famílias não tem nenhuma segurança para dar continuidade na sua produção”, ressaltou.
Ainda segundo o parlamentar a proposta trabalha com a perspectiva de que a garantia de renda no campo também terá influência sobre as populações urbanas. Além da manutenção de um nível constante de produção de alimentos, a expectativa é de que a medida reduza o êxodo rural e amplie a quantia de recursos que circula vinculada à agricultura familiar.
 Blog do Luis Cardoso

Registro do dia: qual a legenda para essa imagem?

 
Aécio Neves e Fernando Henrique Cardoso

TSE condena rádio do MA por propaganda pró-Aécio Neves

dilmaO ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), deferiu liminar em representação protocolada pela presidente Dilma Rousseff (PT) e pela coligação “Com a Força do Povo” contra a Rádio Capital AM, por propaganda irregular.
Segundo a denúncia, num dos programas da emissora, emitiam-se comentários contrários à candidata Dilma e ao PT, enquanto se enaltecia o tucano Aécio Neves.
“Entendo que o referido veículo de comunicação se desviou de seu munus informativo ao veicular, em sua programação normal, discurso caracterizador de propaganda eleitoral em favor de um determinado candidato [Aécio Neves], em detrimento do outro [Dilma Rousseff], com potencial para causar desequilíbrio na disputa eleitoral”, despachou o relator.
Na decisão, ele proibiu a rádio de continuar veiculando a propaganda irregular, sob pena de multa.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Zeca Baleiro: Por que voto em Dilma

O cantor e compositor maranhense declara voto em Dilma: "Um governo comprometido socialmente deve dirigir o olhar primeiramente aos desfavorecidos, aos excluídos do jogo social".
O cantor e compositor maranhense declara voto em Dilma: “Um governo comprometido socialmente deve dirigir o olhar primeiramente aos desfavorecidos, aos excluídos do jogo social”.

Um Voto Crítico, Mas Convicto

O direito à oposição e o anseio pela alternância de poder são pressupostos básicos de um estado democrático. Desejar e acalentar o sonho de mudanças também é uma natural aspiração de todo cidadão.
Acho o governo Dilma criticável, como todo governo o é. Acho o PT criticável também, como todos os partidos o são. Como todo brasileiro, anseio por mudanças que urgem, embora reconheça que há mudanças políticas em curso neste governo que são louváveis. De qualquer modo, embora Dilma tenha seus pontos vulneráveis, não vejo adversário digno de sucedê-la. Mudar por mudar não me parece conveniente. Um dos argumentos mais usados pelos detratores da atual presidente e seu partido é o de que “estão há muito tempo no poder”.  Esquecem que os tucanos há 20 anos ocupam o trono do governo de São Paulo (e há tempos vêm cometendo pecados sem perdão como o desmando irresponsável que gerou a crise de abastecimento de água no estado), isso sem falar nas oligarquias do Maranhão, há 48 anos roendo o osso do poder, e a de Alagoas, há outros tantos anos se perpetuando na política local (e estes casos nem devem ser levados em conta, pois, além de antidemocráticos, são imorais).
Um governo comprometido socialmente deve dirigir o olhar primeiramente aos desfavorecidos, aos excluídos do jogo social, isso é óbvio. Este governo que aí está fez isso. E o que não faltam no Brasil são pessoas vivendo em quadro de pobreza extrema, privadas dos direitos básicos de cidadão, massa de manobra barata para oligarcas usurpadores. Quando o buraco é muito fundo – e o fosso social no Brasil é pra lá de fundo -, não há como não ser assistencialista, infelizmente. Uma das frases feitas que mais me indignam neste pobre debate político (debate entre aspas) é a máxima hipócrita de que “é melhor ensinar a pescar do que dar o peixe”. Ora, como ensinar a pescar um sujeito devastado pela fome e pela doença?
Outro argumento usado à exaustão é o da corrupção, e não podemos nos enganar – todos os partidos, quando ocupam o poder, caem em tentação, para nossa desgraça. A diferença básica neste Fla-Flu de corruptos é que os do PSDB seguem impunes, os do PT nem tanto. Só a punição exemplar desses bandidos somada à vigilância social mais ferrenha poderá fazer banir esta “cultura da corrupção” que hoje impera no país, ou ao menos reduzir os seus índices.
Não sou petista nem sou apegado a partidos ou candidatos. Voto com independência. No primeiro turno, meu voto foi dividido entre candidatos do PSOL, do PSB e do PT. Isto me parece coerente. Se nos próximos anos aparecer uma grande e confiável liderança política de outro partido, não hesitarei em mudar meu voto, desde que seu projeto tenha viés socialista, único projeto político que penso ser viável no mundo de hoje. Isto também me parece coerente.
O que não me parece coerente é ver a ex-candidata Marina Silva, arauta da “nova política”, anunciando seu apoio à candidatura Aécio Neves. Todos sabemos que a sua trajetória de luta contra os barões malfeitores do Acre a aproxima ideologicamente mais do PT, e não foi à toa que ela assumiu a pasta do Meio-Ambiente no governo Lula. Isto que ela agora faz é velha politicagem, jamais nova política. Sabemos para onde miram os políticos do PSDB, e no que vai resultar um novo governo tucano (e faço questão de afirmar o mesmo repúdio às alianças espúrias do PT com velhos caciques paroquiais como Sarney, Collor e Calheiros).
Se a intenção de parte do eleitorado era destronar o PT e Dilma a qualquer custo, então que votasse num partido mais à esquerda (sim, eles existem) e não num partido que reza na cartilha do datado neoliberalismo que levou à convulsão social e ao desemprego massivo países europeus sólidos como França e Espanha, e que quase levou o Brasil à bancarrota, na era FHC. Este, por sua vez, sociólogo pós-graduado na Universidade de Paris, tem como hobby disparar frases infelizes, como a recente declaração preconceituosa e separatista sobre os nordestinos e seu voto, segundo ele, catequizado. Com todo o respeito que possa merecer, o ex-presidente está na Idade Média da Sociologia. Avançamos muito nos últimos anos em termos de “pensamento social”. Não há porque retroceder.
Votarei em Dilma e, caso ela seja eleita, terá em mim um crítico implacável de seu governo. É assim que entendo o que chamam de democracia. O resto é balela.
P.S.: Peço aos internautas que queiram comentar, criticar ou divergir do meu texto, que o façam civilizadamente, com argumentos embasados, não com ofensas ou baixarias. De baixo, já basta o nível do debate dos nossos candidatos na corrida eleitoral.
Zeca Baleiro

Declaração de voto

por Garrone

José Maria Medeiros:   É como resolvessem deixar de respirar porque o ar está poluído. Sou Dilma - 13"
José Maria Medeiros: É como resolvessem deixar de respirar porque o ar está poluído. Sou Dilma – 13″
“Tem gente que eu conheço que está irritado com o PT porque esperava mais, sabe como é o PT fez muito, mas… administra o Brasil, uma sociedade complexa com várias demandas, com Leis, com Legislativo (onde tem que negociar), com Judiciário (que julga e pune ou não), com um corpo de funcionários de milhares de pessoas…com sócios políticos poderosos acostumados ao assalto aos cofres… não faz uma administração perfeita, é o suficiente pra que tais pessoas se sintam no direito de lavar as mãos sobre a decisão que se aproxima. É como resolvessem deixar de respirar porque o ar está poluído. Sou DILMA . 13″
José Maria Medeiros, poeta, músico e compositor

Eleitor não pode ser preso a partir de hoje


 
A partir desta terça-feira (21), faltando apenas cinco dias para o segundo turno das eleições, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido. A medida vale até as 48 horas depois do encerramento da votação. Todas as regras estão fixadas na Lei Eleitoral (Lei nº 9.504/97).
A prisão só poderá acontecer em três casos: em flagrante delito, em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto. A determinação está no Código Eleitoral, Art. 236.
A medida é comum em eleições. No primeiro turno, a decisão, também, foi cumprida tendo o mesmo tempo de duração.
Fonte: TSE

Prefeita de Bom Jesus das Selvas deixa UTI

Jornal Pequeno

Prefeita Cristiane Damião
Prefeita Cristiane Damião
A prefeita de Bom Jesus das Selvas, Cristiane Campos Damião Daher (PTdoB), que sofreu um grave acidente na tarde deste domingo (19) na BR-222, próximo ao povoado Novo Bacabal, deixou a unidade de terapia intensiva – UTI, por volta das 19h desta segunda-feira (20) e foi para o apartamento.
Segundo pessoas ligadas a prefeita, Cristiane Damião quebrou algumas costelas e sofreu escoriações pelo corpo, além de ter sofrido uma forte pancada na cabeça.
Damião ainda se encontra internada no Hospital São Rafael de Imperatriz, em observação.